Intercâmbio

O Medo da Volta

O medo da Volta para o brasil Au Pair Larissa Vale

Fazer o intercâmbio de Au Pair é passar por diversas etapas. Correr atras da documentação, conseguir experiência com crianças, teste de inglês, ser aceita na agência, ficar online, encontrar uma família, tirar o visto, embarcar, adaptação, estender ou não, e a etapa que estou vivendo agora: a volta.

É complicado dizer qual delas é a mais difícil. Acho que depende de cada um, mas também penso que cada etapa é difícil de uma maneira diferente. Esperar fechar com uma família é tão difícil quanto tirar o visto ou esperar a data do embarque. A adaptação é tão difícil quanto escolher estender o programa ou não. Entende o que quero dizer? Tudo tem as suas dificuldades.

A ficha de que estou indo embora começou a cair. Lembrei que eu havia feito um post quando faltava uns 100 dias para eu embarcar para os Estados Unidos, e então resolvi lê-lo novamente. Passou um filme pela minha cabeça. Parece que foi ontem que escrevi aquele post. Parece que foi ontem que eu estava ansiosa e cheia de coisas para fazer antes de embarcar. O mais interessante ao ler esse post foi perceber que eu estou me sentindo do mesmo jeito agora. Estou ansiosa, com frio na barriga, muito feliz, porém também triste e com medo (sim, com medo. E já falamos mais sobre isso). Porém agora eu sinto orgulho de mim mesma por ter chegado até aqui e também já me sinto com a missão cumprida. Quem diria que eu ficaria dois anos longe de todo mundo que amo, que me tornaria mais madura, mais independente, mais corajosa, mais segura e tudo isso em apenas dois anos.

Antes de sair do Brasil eu não imagina o que iria enfrentar, o que iria viver. Com certeza foi diferente do achava. Tive mais momentos incríveis e aprendizados do que achei que teria. E ao mesmo tempo também tive mais decepções do que imaginava. Mas no geral a experiência foi muito melhor do que pensei.

Porém agora eu também estou com medo do que está por vir, assim como eu tinha antes de chegar aqui. Mesmo eu já sabendo como é morar no Brasil (afinal morei mais de 20 anos lá),e mesmo já sabendo que tudo está igual. O problema é que eu não estou igual. Eu mudei, sou uma Larissa diferente. E é por essa mudança que estou com medo. Tenho medo de não me encaixar, por mais que eu não me veja morando em outro lugar além do Brasil. Tenho medo de não conseguir manter as amizades (acho que essa é a parte que tenho mais medo). Será que vou conseguir me divertir e conversar com minhas amigas como me divertia antes? E será que irei conseguir morar com meus pais novamente? Apesar de os amar, e ter morado toda minha vida antes do intercâmbio com eles, aqui eu sou independente, não preciso dar satisfação a ninguém. E por ter mudado, eu fico me perguntando como será nossa relação.

Eu tenho uma nova visão sobre o mundo. Encaro as coisas de maneira diferente. Perdi a paciência com muitas questões. E já com outras, a minha paciência aumentou. O que antes era um drama, hoje já não é um big deal. Os meus gostos são outros, as vontades e sonhos também. Será que as pessoas entenderão essa mudança?

Os meus medos são todos relacionados a minha “transformação” e como isso se encaixará de volta. Eu espero que esses medos sejam atoa e que a nova Larissa consiga se encaixar na nova velha vida.

Facebook Comments

Deixe uma resposta